Um acervo de fugas



Breve exercício para fugitivos, esse conjunto de textos de Rubens da Cunha, põe em movimento pensamentos-arte que confinam com a ideia de que os discursos poéticos são volições significantes determinadas a uma permanente conquista das imprecisões da razão e da emoção que requerem formas plásticas capazes de apresentá-las. Cada texto é tanto uma vertigem onde o prosaico e o bizarro se atritam, quanto um sumidouro de linguagem que se processa através do corpo a corpo do poeta com a matéria verbal e as noções empíricas e teóricas da função estética. Por essas e outras é que não me parece despropositado afirmar que Breve exercício para fugitivos se situa criticamente aquém e além do conceito consagrado de crônica.

 Rubens da Cunha, poeta e autor de Curral (Editora de UFSC, 2015), leva a efeito a ultrapassagem das convenções da prosa, mas também das convenções e das fronteiras entre os gêneros. Se a poesia se deixa perturbar por uma entropia discursiva, a prosa, por seu turno, pode ser sonhadora e cair em uma espécie de tormenta, de torneio, de embriaguez. Todavia, em que pese o risco da desmesura, nenhuma delas deixa de ser significante. Rubens da Cunha, com esses verdadeiros petits poèmes en prose (a analogia com o feeling baudelairiano parece óbvia, mas ainda é útil) se integra a uma linhagem de escritores e artistas determinados a inventar gêneros novos, gêneros para os quais precisamos nos reinventar, afortunadamente, enquanto leitores-fruidores.


[Post-scriptum fugitivo ao paratexto das abas do livro: Walter Benjamin escreve em algum lugar que os críticos e acusadores de Baudelaire diziam que ele, em seu percurso criativo, mudava a fisionomia como um condenado em fuga.]



Ronald Augusto é poeta, músico, letrista e crítico de poesia. É autor de, entre outros, Confissões Aplicadas (2004), Cair de Costas (2012), Decupagens Assim (2012), Empresto do Visitante (2013) e Nem raro nem claro (2015). Dá expediente no blog www.poesia-pau.blogspot.com  e escreve quinzenalmente em http://www.sul21.com.br/jornal/

Comentários

Postagens mais visitadas